Fundadora – Madre Maria Teresa

Fundadora – Madre Maria Teresa

Junho 12, 2021 0 Por Clarissas

Madre Teresa do Menino Jesus

 

Amada por Deus desde toda a Eternidade, nasceu no dia 25 de Novembro de 1905. Celorico da Beira,

Diocese da Guarda, foi o seu berço. No seio de uma família profundamente cristã, bebeu e assimilou as

mais belas virtudes humanas e cristãs. Após ter concluído o Curso do Magistério, leccionou na escola

Primária durante sete anos. Ouviu a voz do Senhor: “Vem e segue-Me”. Deus fez brilhar tão intensa e

viva luz – escreve Madre Teresa. E ela apesar de estar noiva, não pôde resistir, deixa tudo e dá entrada no

Mosteiro do Louriçal em 1932. O seu coração era demasiado grande para o entregar a uma simples

criatura. Só Deus o podia saciar. Viveu no Mosteiro do Louriçal até 1965 uma vida de total doação a

Deus, às suas Irmãs, à Igreja, à Humanidade que tanto amou. Por esse amor total ofereceu a própria vida.

Depois de ter trabalhado incansavelmente no restauro do Mosteiro do Louriçal onde foi Superiora,

veio para Monte Real, Diocese de Leiria – Fátima.

Aqui viveu apenas dez anos, o tempo suficiente para dar vida e consolidar a obra que Deus lhe

confiou. Este curto espaço bastou para difundir o aroma da caridade, paz, união, simplicidade, humildade,

alegria, simpatia e grande capacidade de acolhimento e uma fé e confiança ilimitadas no Pai do Céu.

Essas virtudes aureolavam a sua pessoa, encheram a sua vida de claridade e beleza que se difundiam à sua

volta, suavizando os dias de quem a rodeava. Da claridade dessa vida ainda hoje perdura o perfume. E tal

como a vela se gasta no mais profundo silêncio, após ter sido luz, também Madre Teresa, com a mesma

serenidade com que vivera, assim adormeceu nos braços do Pai no dia 26 de Agosto de 1975.

A chama da sua vida jamais se extinguirá porque foi alimentada por Aquele que é a Luz do Mundo. A

vida da Madre Maria Teresa não terminou com a sua morte, ela continua viva. O exemplo da sua

fidelidade e do seu amor a Jesus continua a sentir-se entre nós. Foi uma Mulher de estatura espiritual

invulgar, verdadeiramente elevada e nobre, e de beleza rara. Como consagrada foi feliz, porque, foi Deus

o centro da sua vida. “Brilhe a vossa luz diante dos homens”, diz Jesus no seu Evangelho. E, de facto a

Madre Teresa merece ser colocada no candelabro da Igreja para que muitos possam usufruir desta

claridade que não é sua mas que lhe vem de Deus.

 

Pouco tempo depois da sua morte, a Comunidade publicou um livro biográfico escrito por uma Irmã da Comunidade que a conheceu pessoalmente. Em 2005, centenário do seu nascimento, reeditamos o mesmo, revisto e acrescentado, assim como outros dois livros: um de contos e outro de poesia, trabalho igualmente de Irmãs da Comunidade.

 

Actualmente divulgamos uma oração a pedir graças por sua intercessão.

Qualquer pessoa que o deseje pode pedir-nos a oração, que tem aprovação eclesiástica, para pedir graças por intercessão da Madre Teresa.